Reunião Inicial/ Workshop do Projeto Raízes e Cultur@

25 Out, 2018

No passado dia 15 de outubro realizou-se a reunião inicial/workshop do projeto Raízes e Cultur@ – Empreendedorismo cultural e reforço da identidade e cultura moçambicana.

Este projeto, que teve início a 1 de setembro de 2018, é financiado pela União Europeia e tem como objetivo geral “Promover o desenvolvimento socioeconómico através de uma sociedade mais justa, inclusiva e tolerante”, e como objetivo específico “Fortalecer o contributo das cidadãs e dos cidadãos, das Organizações da Sociedade Civil (OSC) e das Autoridades Locais (AL) ao processo de desenvolvimento local, boa governação e promoção dos Direitos Humanos (DH) e da democracia”.

Ao longo dos 3 anos de projeto na cidade de Maputo, serão desenvolvidos 9 produtos e vários subprodutos, abarcando diversas áreas que vão desde a cultura, artesanato, literatura infantil, património cultural tradicional e moderno de Maputo até à formação de professores e educadores de Infância e intercâmbio de escritores de 2 países.

Terá como público-alvo direto mais de 50 colaboradores(as) de 2 Associações locais, 150 jovens artesãos, centenas de professores e milhares de alunos, e ainda 60 escritores de Moçambique e da Guiné-Bissau.

Esta reunião inicial/workshop, reuniu os parceiros e associados do projeto, assim como o financiador, e teve como objetivos a apresentação dos participantes e das suas Organizações, a apresentação geral de detalhada de todo o projeto, aferição da envolvência e responsabilidade de cada parceiro/associado nas atividades a desenvolver e produtos a criar, assim como aspetos relacionados com o planeamento necessário a nível de comunicação e visibilidade, cronograma e orçamento.

Estiveram presentes 12 participantes de 5 das 7 Organizações envolvidas: FEC – Fundação Fé e Cooperação; KHANDLELO [Associação de Desenvolvimento Juvenil]; Movimento Cívico FORMIGA JUJU/Xidjumba; MOZARTE [Centro Juvenil de Artesanato]; IPEME [Instituto para a Promoção das Pequenas e Médias Empresas]; AEMO [Associação de escritores moçambicanos], e ainda a representante da DUE [Delegação da União Europeia em Moçambique].

Não estavam representadas a AEGUI [Associação de escritores da Guiné-Bissau] e a ATES-UCP [Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional do Porto] por motivos de distância.

Desta forma, deu-se início à programação e agendamento das primeiras atividades conducentes ao desenvolvimento dos primeiros produtos que resultarão da implementação deste projeto.

Últimas notícias…

Share This