Comunicado Final do XIV Encontro dos Bispos dos Países Lusófonos

23 Jan, 2020

  1. Para partilhar as realidades sociais e eclesiais, tendo como tema principal “O diálogo inter-religioso como promotor da paz e do desenvolvimento”, estivemos reunidos em Bissau e Bafatá (Guiné-Bissau) de 16 a 21 de janeiro de 2020 no XIV Encontro de Bispos dos Países Lusófonos (EBPL):
  • de Angola, D. Filomeno Vieira Dias, Arcebispo de Luanda e Presidente da Conferência Episcopal de Angola e S. Tomé (CEAST), e D. António Jaca, Bispo de Benguela e Secretário da CEAST;
  • do Brasil, Manoel João Francisco, Bispo de Cornélio Procópio e Presidente da Comissão Episcopal para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso  da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB);
  • da Guiné Bissau, D. José Câmnate na Bissign, Bispo de Bissau, D. Pedro Carlos Zilli, Bispo de Bafatá, e D. José Lampra Cá, Bispo auxiliar de Bissau;
  • de Portugal, Cardeal D. Manuel Clemente, Patriarca de Lisboa e Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. Joaquim Mendes, Bispo Auxiliar de Lisboa, P. Manuel Barbosa, Secretário da CEP, e Dr. Jorge Líbano Monteiro, Presidente da Fundação Fé e Cooperação (FEC);
  • de S. Tomé e Príncipe, D. Manuel António dos Santos, Bispo de S. Tomé e Príncipe.

    2. Depois da sessão pública de abertura, presidida por D. José Câmnate na Bissign na Cúria Diocesana, as sessões de trabalho decorreram no Seminário Maior de Bissau. Confirmámos o Regulamento Interno do Encontro de Bispos dos Países Lusófonos (EBPL) e aprovámos a agenda para esta reunião.

    3. O “Compromisso de Bissau pela Paz, a Fraternidade Humana e a Vida em Comum no Espaço Lusófono”, proclamado no final da Santa Missa na Catedral de Bissau, anexo a este comunicado, reassume as principais conclusões dos nossos trabalhos e manifesta a nossa vontade de continuar a aprofundar a reflexão e o diálogo ecuménico e inter-religioso, em particular com os nossos irmãos evangélicos e muçulmanos.

    4. Participámos em relevantes encontros no contexto do tema que nos ocupou ao longo destes dias: a conferência pública no Centro Paroquial de Brá em Bissau, em que intervieram alguns Bispos, representantes das Comunidade Islâmica e da Igreja Evangélica e a Embaixadora da União Europeia; a Oração pela Paz em Bafatá, com orações e reflexões proferidas por católicos e muçulmanos; a visita à Mesquita do Bairro da Ajuda em Bissau. Em tudo esteve sempre presente a oração e o apelo comum à unidade, à reconciliação, à paz e ao desenvolvimento, e à sua eficaz concretização na Guiné-Bissau e demais países.

    5. Além da partilha da situação em cada país sobre o tema principal do encontro, abordámos outras temáticas comuns que nos ocupam: a aprovação final da tradução do Missal Romano para os países lusófonos; a cooperação entre seminários maiores e universidades católicas; o ponto da situação quanto às normas e estruturas das dioceses e das conferências episcopais sobre a proteção de menores e pessoas vulneráveis.

    6. Acolhemos informação detalhada sobre a organização da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2022, partilhada por D. Joaquim Mendes. Abordámos aspetos em relação à presença de jovens dos países lusófonos, que se espera que seja numerosa, e fizemos a calendarização da peregrinação dos símbolos da JMJ (Cruz e Ícone Mariano) nos países lusófonos de África entre finais de abril e novembro de 2020, que constituirá intenso momento pastoral rumo à JMJ Lisboa 2022.

    7. Agradecemos aos Senhores Bispos de Bissau e Bafatá e seus colaboradores o excelente acolhimento a todos os participantes. Estendemos este agradecimento a todas as comunidades e instituições eclesiais e civis que nos acolheram de modo tão hospitaleiro, destacando de modo particular os encontros na Presidência da República, na Embaixada da União Europeia, no Liceu João XXIII, na Fundação Fé e Cooperação, na Rádio católica Sol Mansi, no Seminário Maior de Bissau e na Universidade Católica da Guiné-Bissau, onde nos reunimos com a reitoria, professores e estudantes.

    8. O XV Encontro de Bispos dos Países Lusófonos deverá decorrer em Moçambique em 2022, em data que será proximamente anunciada.

 

Bissau, 21 de janeiro de 2020

Últimas notícias…

Maratona do Amor

Maratona do Amor

Maria Marques, gestora do projeto Pelotão 2030, em entrevista à Agência Ecclesia: Os alunos do agrupamento de Escolas da Damaia, na Amadora, estão hoje e amanhã a realizar uma «Maratona do Amor», para sensibilizar a comunidade docente e não docente contra a violência...

read more
Seminário sobre Educação em Bissau

Seminário sobre Educação em Bissau

A FEC e a Universidade Católica da Guiné-Bissau (UCGB) realizaram o II Ciclo de Seminários do Centro de Estudos de Educação e Cultura (CEEC) no dia 6 de fevereiro, entre as 14h00 e as 18h00, no Salão da Cúria Diocesana de Bissau. O Seminário contou com a exposição de...

read more