Querida Casa Comum

27 Mai, 2020

Vivemos um tempo inesperado, uma realidade densa, imprevisível. Uma realidade ferida que trouxe ao de cima a nossa condição frágil. Um tempo que é ao mesmo tempo oportunidade para captar com maior clareza e urgência as fragilidades e injustiças que já marcavam a nossa Casa Comum. Cada dia vamos tentando situar-nos perante as regras, os procedimentos de segurança, as orientações que podem ajudar a garantir uma resposta à pandemia. Este aprender a viver a realidade com todos os imprevistos e incertezas que acarreta, tem um custo. Um esforço que pode ir para lá da sobrevivência/ resiliência, abrindo caminho para estilos de vida mais conscientes da nossa interdependência com a Terra e uns com os outros, todos frágeis, todos importantes. A verdade é que o estilo de vida e modelos de sociedade que temos, deixam muitos para trás, deixam a Terra para trás.

O que pode ser diferente no pós-Covid? Tanta coisa difícil de prever, planear. Tantas emoções que não nos permitem grandes reflexões. Sim, é verdade. Mas ao mesmo tempo, vivemos uma fenda que nos pode abrir e mobilizar para a construção de um mundo mais justo e sustentável. O sabermos que não estamos sozinhos, é uma certeza que nos dá força para seguir em frente. O fim de semana “Querida Casa Comum!“, que irá decorrer de 29 a 31 de maio, pretende constituir um espaço de encontro, reflexão, formação e partilha para jovens ativistas, com tempo para sonhar juntos caminhos possíveis de ação, a partir da realidade de cada um.

Tendo como linhas de referência a Exortação Apostólica Querida Amazónia, o Pacto Ecológico Europeu, (no contexto da Encíclica Laudato Si e Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ) que nos permitem ter uma visão/ ação integradas e enraizadas no sentido de pertença e interdependencia entre tudo e todos, na esperança e no olhar positivo sobre a realidade, o encontro guiará os participantes num processo de tomada de consciência do seu papel na ação climática, enquanto indivíduos e também como grupo/ movimento, articulando o “acordar” interior de cada um com grandes objetivos globais.

Inscreva-se aqui.

Últimas notícias…

Bolsas de mestrado para docentes Guineenses – candidaturas

Bolsas de mestrado para docentes Guineenses – candidaturas

As candidaturas para seis bolsas de Mestrado em Lisboa, na área da educação, estarão abertas de 1 a 28 de julho de 2020 no âmbito do Programa PRECASE. Estas bolsas destinam-se a docentes Guineenses e são referentes ao ano letivo 2020/ 2021. As bolsas de Mestrado serão...

read more