Promoção da Advocacia de Politicas Públicas Inclusivas em Angola

Angola | fevereiro de 2018 a janeiro de 2021

Parceiros

  • FEC – Fundação Fé e Cooperação
  • Mosaiko | Instituto para a Cidadania (Associação Sem Fins Lucrativos)

Outras Entidades Envolvidas

  • ICRA – Instituto de Ciências Religiosas de Angola
  • IMNE – Marista
  • Instituto Superior João Paulo II

Financiadores

  • Camões, I.P.
  • União Europeia

Queremos…

Apoiar a participação das Organizações da Sociedade Civil na criação e implementação de políticas de desenvolvimento inclusivas e práticas de boa governação

Como…

  • Reforçando as capacidades de literacia orçamental e advocacia das Organizações da Sociedade Civil (OSC)/Grupos Locais de Direitos Humanos (GLDH) para influenciar o impacto do Orçamento Geral do Estado (OGE) nas políticas públicas direcionadas para os grupos vulneráveis, com particular incidência nas mulheres
  • Informando e influenciando decisores públicos (a nível central, provincial e municipal), as OSC e os cidadãos através de uma estratégia de comunicação e advocacia baseada em evidências (análise OGE e Pesquisa Social)

Principais Atividades

R

Promoção de espaços de reflexão e debate Assessoria às Organizações da Sociedade Civil (OSC) / Grupos Locais de Direitos Humanos (GLDH) Workshops sobre literacia orçamental e impacto das políticas públicas no orçamento geral do estado Formação training for transformation Análise do Orçamento Geral do Estado, com especial incidência na situação das mulheres Pesquisa Social quantitativa e qualitativa Reuniões com decisores políticos Estratégia de comunicação e advocacia para sensibilizar os cidadãos sobre a importância das políticas públicas inclusivas direcionadas a grupos vulneráveis, com especial incidência na situação das mulheres.

Com quem trabalhamos

Diretamente

  • 150 Membros de GLDH e líderes locais de 6 municípios:Uíge, Luena, Cazengo (N’Dalatando), Cubal, Cazenga (Kalawenda), Benguela (Graça/Damba Maria)
  • Participantes na Pesquisa Social – 3.000 respondentes em 18 municípios de 6 províncias
  • Decisores públicos das seguintes Instituições: 10ª Comissão da Assembleia Nacional, Grupo das Mulheres Parlamentares, MIFAMU, MINAGRI, MINARS nos níveis central, provincial e municipal
  • 3 Redes nacionais e uma internacional de OSC (Grupo de Trabalho de Monitoria de DH (GTMDH), a Plataforma Mulheres em Ação (PMA), o Fórum das Mulheres Jornalistas (FMJIG) e a Coopération Internationale pour le Développement et la Solidarité (CIDSE);
  • Autoridades Tradicionais locais
  • Líderes Religiosos locais
  • 20 Jornalistas
  • 50 Jovens participantes no “Cidadania em Debate” (Luanda)

Indiretamente

  • 540 pessoas abrangidas pelo trabalho dos GLDH
  • Comunidades sob influência das autoridades tradicionais e religiosas das áreas de intervenção do projeto
  • População dos 6 Municípios: 2.808.160 pessoas
  • Cidadãos abrangidos pela Estratégia de Comunicação e Advocacia.

Benguela

Município Cubal

Huila

Municípios Jamba Mineira e Matala

Kwanza Norte

Municípios Ambaca e Cazengo

Uíge

Município Uíge

APOIE ESTE PROJETO

Share This