Conselho Nacional de Inspeção Geral da Educação na Guiné-Bissau

18 Set, 2018

“O Ministério da Educação compromete-se em continuar a apoiar, na medida do possível, a Inspeção Geral da Educação na implementação do seu plano de atividades, tendo em vista o cumprimento dos seus desígnios capitais: de apoiar, controlar e avaliar as instituições ligadas ao Ministério, em termos pedagógicos, administrativos, financeiros, patrimoniais e na gestão dos recursos humanos, foi com este compromisso que o Ministro da Educação da Guiné-Bissau, Dr. Camilo Simões Pereira, deu início ao Conselho Nacional de Inspeção Geral de Educação (CNIGE), que decorreu entre os dias 17 e 21 de setembro, no salão polivalente da Escola Normal Superior Tchico Té, em Bissau.

Três anos após a última reunião, este Conselho voltou a reunir-se com a presença de todos os inspetores coordenadores e setoriais do país, bem como dos Diretores Regionais de Educação de cinco das dez regiões e de toda a equipa inspetiva do Serviço Central da Inspeção Geral da Educação, responsável pela organização deste encontro, que contou com a presença de cerca de 100 participantes.

A abertura do CNIGE foi presidida pelo Sr. Ministro de Educação, Ensino Superior, Juventude, Cultura e Desportos, Dr. Camilo Simões Pereira, pela Sra. Inspetora-geral da Educação, Dra. Arcângela Graça, o Sr. Inspetor-geral da Educação de Cabo Verde, Dr. Julião Barros, convidado de honra, e das representantes da FEC e do UNICEF.

Com vista à promoção da cooperação entre os dois países, o Conselho nacional de Inspeção Geral de Educação contou com a participação especial do Inspetor-geral da Educação de Cabo Verde, o Dr. Julião Barros, que durante toda a semana deu o seu contributo na análise dos projetos dos documentos normativos em análise.

A representante da FEC na Guiné-Bissau, Carla Pinto, referiu que “os documentos revistos e produzidos, alvo de análise e aprovação neste Conselho, são o reflexo do empenho de toda a equipa da IGE, cujo investimento da parte da FEC nesta estrutura orgânica, é considerado, pela organização, como uma aposta ganha em todas frentes, manifestando o interesse e o desejo de que este encontro “sirva para gerar sinergias, partilha de experiências e garantir uma só voz na atuação dos agentes inspetivos.

A agenda do Conselho Nacional de Inspeção Geral de Educação integrava a análise e aprovação da revisão do Estatuto Orgânico de 2015, e a elaboração dos Projetos de Regulamento dos Procedimentos de Inspeção, de Estatuto da Carreira de Inspetor e de Regulamento de Funcionamento das Escolas Privadas, assim como a apresentação e aprovação do Relatório Anual da IGE do ano letivo 2017/2018.

A equipa do Programa de Apoio à Reforma do sistema Educativo na Guiné-Bissau – PARSE, através da Assessoria Técnica prestada ao longo do ano à IGE integrou a comissão de revisão e elaboração dos documentos normativos supracitados, bem como a mesa da presidência do CNIGE, ao lado da Inspetora-geral da Educação, Dra. Arcângela Graça, e do Inspetor-geral da Educação de Cabo Verde, o Dr. Julião Barros.

Na Cerimónia de Encerramento, que ocorreu no final do dia 21 de setembro, ficou a vontade mútua da continuidade de cooperação técnica na área inspetiva educacional entre os dois países, Guiné-Bissau e Cabo Verde.

A colaboração da equipa da FEC no CNIGE está integrada no Programa de Apoio à Reforma do Sistema Educativo na Guiné-Bissau (PARSE), financiado pela Cooperação Portuguesa e desenvolvido em parceria com o MEESJCD.

Últimas notícias…

Como se sobrevive à pandemia nas ruas de Luanda?

Como se sobrevive à pandemia nas ruas de Luanda?

Conheça esta realidade através do documentário Nzila Ngola (Angola’s Path) que será exibido amanhã, dia 21 de outubro no Festival de Cinema da UNICEF. Este documentário conta como os vendedores de rua e as crianças lutam pela sobrevivência nas ruas de Luanda durante a...

read more