Nô na cuida di nô vida, mindjer - Emancipação e direitos para meninas e mulheres na Guiné-Bissau

Guiné-Bissau | fevereiro de 2018 a janeiro 2021

Parceiros

  • Associazione Mani Tese (Coordenador)
  • Ente Nazionale Giuseppini del Murialdo (ENGIM)
  • Gabinete de Estudos, Informação e Orientação Jurídica (GEIOJ)
  • Rede Ajuda Cooperação e Desenvolvimento (RA)

Financiadores

  • Camões, I.P.
  • Kindermissionswerk
  • União Europeia

Outras Entidades envolvidas

  • Centros de Acesso à Justiça (CAJ) do Ministério da Justiça (MJ)
  • Instituto da Mulher e da Criança (IMC)
  • Polícia Judiciária

Queremos…

Promover e garantir os direitos das meninas e mulheres da Guiné-Bissau, com base na Convenção sobre a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres (CEDAW).

Como…

  • Melhorado o acesso de meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade à formação profissional e atividades geradoras de rendimento (AGR)
  • Sensibilizando as comunidades alvo sobre o problema da violência de género
  • Fortalecendo os instrumentos existentes e criando novas modalidades de proteção para vítimas de violência de género
  • Criando uma rede de acolhimento e reinserção de meninas e mulheres vítimas de violência de género com o envolvimento de atores públicos e privados

Principais Atividades

R

Apoio às vitimas de violência de género

Melhoria da acessibilidade da linha telefónica de apoio às vítimas
Criação e equipamento de 3 centros regionais de atendimento
Assistência educativa, psicossocial e jurídica às vítimas acolhidas
R

Formação e capacitação

Fortalecimento das competências psicossociais e de atendimento às vítimas de violência de género de Polícia Judiciária, CAJ e IMC
Capacitação do pessoal e adequação dos espaços de acolhimento, públicos e privados, para assistência e reinserção de meninas e mulheres vitimas de violência de género
Seleção e capacitação das famílias de acolhimento para meninas e mulheres vítimas de violência de género
Seleção e formação dos agentes sociocomunitários (ASC) em educação parental e prevenção da violência género
Formação em educação parental de famílias e comunidades alvo
Constituição de um curriculum de formação profissional em hotelaria e gestão doméstica
Criação e acompanhamento da primeira agência de trabalho para mulheres
Seleção e apoio a 4 microempresas de mulheres nas comunidades alvo
R

Comunicação, sensibilização e advocacia

Produção de spots radiofónicos e campanhas através de meios de comunicação
Realização de peças teatrais itinerantes
Seminário “Ser Mulher”
Elaboração de uma baseline da situação de meninas e mulheres nas comunidades alvo
Realização de Proposta de Plano Nacional de Prevenção e Combate à Violência Domestica e de Género (PNPCVDG)
R

Ativar percursos de reinserção socioeconómica

Monitorização e avaliação do modelo intervenção educativa

Com quem trabalhamos

Diretamente

100.000 Pessoas sensibilizadas sobre violência de género
1.500 Pessoas conscientizadas sobre violência de género
400 Meninas e mulheres vitimas de violência de género atendidas e/o protegidas e reinseridas
20 Policias
8 Técnicos dos Centros de Acesso a Justiça (CAJ)
5 Membros do Instituto da Mulheres e Criança (IMC) fortalecidos nas competências ligadas a violência de género;
60 Meninas formadas em cursos profissionais (7.ª, 8.ª e 9.ª classe)
4 Associações de mulheres beneficiárias de microfinanciamento

Indiretamente

Toda a população das regiões de Quinará, Tombali, Bafatá, Gabú e Setor Autónomo de Bissau (SAB), em particular meninas e mulheres;
Opinião pública

Notícias do projeto

Formação da equipa do projeto “Nô na cuida di nô vida, mindjer”

Formação da equipa do projeto “Nô na cuida di nô vida, mindjer”

Nos dias 12 e 13 de outubro, a FEC dinamizou, em Bissau, uma formação da equipa multidisciplinar do projeto “Nô na cuida di nô vida, mindjer”, na qual foram trabalhadas competências psicossociais, legais e de atendimento a vítimas de violência baseada em género. A...

Personalidades guineenses dão voz aos Direitos da Mulher na rádio

Personalidades guineenses dão voz aos Direitos da Mulher na rádio

Várias vozes de cantores Guineenses, personalidades reconhecidas por toda a Guiné-Bissau e internacionalmente, como Eneida Marta, Zé Manel, Miss Bitty, As One, Cotche T, entre outros, juntaram a sua voz à FEC para promover os direitos da mulher em spots de...

União Europeia visita projetos da FEC em Gabú e Bafatá

União Europeia visita projetos da FEC em Gabú e Bafatá

Nos dias 19 e 20 de Fevereiro a Delegação da União Europeia na Guiné-Bissau visitou algumas atividades do projeto “Nô na cuida di nô vida, mindjer – Emancipação e direitos para meninas e mulheres na Guiné-Bissau”, que se encontram a decorrer na região de Gabú e de...

Gabú

APOIE ESTE PROJETO