Balanço de 2017

30 Dez, 2017

Este Luso Fonias faz o balanço do ano de 2017, que agora termina. Foi um ano cheio de acontecimentos, um verdadeiro misto de emoções: por um lado, Portugal viveu a alegria do Centenário de Fátima, a visita do Papa Francisco, a vitória na Eurovisão e viu a sua economia no caminho do crescimento; por outro lado, vivemos por duas vezes a tragédia dos incêndios, com mais de 100 pessoas a perderem a vida no interior do país. Contamos com o testemunho do jornalista David Pontes, para nos ajudar a fazer o balanço de todos estes acontecimentos e o que podemos esperar de 2018.

Na opinião do P. Tony Neves – ‘2017 com altos e baixos’

“Este ano abriu, como todos, com o Dia Mundial da Paz. Foi especial porque o nº 50, desde que o Papa Paulo VI o instituiu em 1968. O tema escolhido não podia ter mais atualidade: ‘a não-violência: estilo de uma política para a Paz’. O desenrolar deste ano veio dar razão ao Papa Francisco. O mês de Janeiro foi ainda marcado pela Semana da Unidade dos Cristãos, com o tema:’Reconciliação – é o amor de Cristo que nos impele’.

O ‘Silêncio’ marcou também o início do ano, com uma proposta de reflexão sobre as perseguições dos cristãos ao longo da história da Igreja. O filme de Martin Scorsese, a partir do romance do japonês Shusaku Endo, foi sucesso de bilheteira mas, sobretudo, motivo de profunda reflexão.

Momento alto do Centenário das Aparições de Fátima foi a visita do Papa Francisco. Veio como peregrino e semeou alegria e fé nos corações de quantos o viram e ouviram na Cova da Iria. Milhares de pessoas foram até Fátima e muitos milhões seguiram o Papa pelos meios de comunicação. Fez apelo a uma Igreja simples, pobre e missionária. Dias antes, o Papa Francisco foi ao Egipto dizer que não se podem justificar guerras e violência com o nome de Deus.

O nosso incansável Papa visitaria a Colômbia em Setembro. Foi uma viagem contra todos os tráficos que vitimam milhões de pessoas e empobrecem sociedades inteiras, gerando nichos de violência.

Braga acolheu, em Novembro, o XIX Fórum Ecuménico Jovem, em contexto de celebração dos 500 anos da reforma protestante. Foi um momento que deu continuidade à visita que o Papa Francisco fez à Suécia. Nesta linha de luta pela liberdade religiosa, contra a pobreza e falta de liberdade, o Papa visitou o Myanmar e o Bangladesh, viagens missionárias de alto risco, mas de profundo valor simbólico.

Este 2017 foi ano jubilar para os Espiritanos em Portugal, com a celebração dos 150 anos da sua chegada a terras lusas. Momentos marcantes foram as Jornadas de Espiritualidade, a Peregrinação a Fátima, o Pentecostes, o Colóquio sobre a Missão e o Encerramento Jubilar. Os Espiritanos contaram com a presença de D. Manuel Clemente, D. Jorge Ortiga e os Arcebispos angolanos D. Filomeno Dias, D. Gabriel Mbilingi e D. Benedito Roberto. A Conferência Episcopal publicou uma Nota Pastoral e a Assembleia da República aprovou um Voto de Congratulação.

O balanço de 2017 tem pontos fortes e outros que deixam a desejar. Estão abertas portas de um 2018 que queremos de justiça, paz e fraternidade.

Desejo boas saídas e excelentes entradas!”

Últimos programas

O programa foi dedicado ao Brasil, que comemora a 7 de Setembro o seu Dia da Independência. Connosco esteve a advogada brasileira Sidineia Yamaguchi, que trabalha com brasileiros que se pretendem fixar em Portugal. Falámos sobre a comunidade brasileira do Norte de...

Lixo Marinho

Lixo Marinho

A acumulação de lixo no mar é cada vez mais visível, e o plástico é a maior fonte dessa poluição. Fala-se também dos riscos dos microplásticos e hoje vamos saber melhor o que são e sobretudo o que cada um de nós pode fazer para mudar esta situação. Esteve connosco...