Manifesto sobre os Pactos Globais das Nações Unidas sobre Refugiados e Migrantes

20 Jun, 2018

Por ocasião do Dia Mundial do Refugiado, que se assinala a 20 de junho, o Fórum de Organizações Católicas para a Imigração (FORCIM) torna público o seu Manifesto sobre os Pactos Globais das Nações Unidas sobre os Refugiados e para as Migrações Seguras, Ordenadas e Regulares.

Este Manifesto surge como resposta ao apelo do Papa Francisco de se chamar a atenção dos Governos, especificamente dos responsáveis pelas negociações relativas aos Pactos Globais, sobre considerações particularmente pertinentes que fomentem uma solidariedade mais concreta para com os migrantes e refugiados.

Partindo dos quatro verbos de ação – acolher, promover, proteger e integrar – pretende-se chamar a atenção sobre os princípios que devem estar assegurados nos Pactos Globais para que estes estejam orientados, acima de qualquer outro interesse e intuito, para o bem comum e centrados na integridade e dignidade da pessoa, contemplando a visão de uma só família humana, que habita uma Casa Comum.

Convidamos outras organizações ou instituições comprometidas com a proteção e defesa das necessidades e interesses de migrantes e refugiados a subscrever este Manifesto, entrando em contacto com a FEC.

Últimas notícias…

Ciclo de Webinars | Desenvolvimento Global: Agir ou Reagir?

Ciclo de Webinars | Desenvolvimento Global: Agir ou Reagir?

No momento em que Portugal assume a Presidência do Conselho da União Europeia, a FEC, o IMVF e a CIDSE convidam-no a participar no Ciclo de Webinars “Desenvolvimento Global: Agir ou Reagir? A alimentação que queremos. O planeta que defendemos. As políticas que...

read more
Moçambique | Livrotecas móveis na comunidade de Chamanculo

Moçambique | Livrotecas móveis na comunidade de Chamanculo

Pela primeira vez no projeto Tchovar | Empurrar pela educação de infância nos bairros de Maputo, em Moçambique, realizou-se uma atividade de Itinerância de Livrotecas Móveis na comunidade de Chamanculo C, em colaboração com a Escolinha Comunitária Mamanas de...

read more