Projeto EKEVELO arranca os trabalhos no município do Virei

19 Out, 2020

No passado dia 13 de outubro de 2020 a equipa do projeto EKEVELO – Esperança na Resiliência: Reforço da Segurança Alimentar e Nutricional das comunidades no município do Virei deslocou-se ao município do Virei para reuniões de planeamento e início das atividades. Durante a manhã houve oportunidade de reunir com a Administração Municipal do Virei onde foram já definidos alguns pilares essenciais para o início do projeto, como a validação das comunidades beneficiárias, a identificação de um possível local para instalação de uma estação meteorológica, que vai permitir ajudar as autoridades locais na previsão do risco de desastres naturais e a planear melhor questões relacionadas com a agricultura local, bem como o início da constituição da Equipa Multissetorial de Construção de Resiliência Alimentar e Nutricional no Município do Virei, permitindo assim um trabalho articulado e em parceria com a Administração Municipal.

Houve ainda espaço para visitar a comunidade de Cavelocamue, uma das aldeias que irá beneficiar do projeto EKEVELO, onde fomos acompanhados pelo Padre responsável pela Missão do Virei e por elementos da própria Administração Municipal. Nesse breve encontro, reunimos com o Seculo, autoridade tradicional na aldeia, em preparação da mobilização comunitária para dar início aos trabalhos.

Nesta visita ao terreno pudemos constatar as dificuldades que aquela população enfrenta, nomeadamente ao nível dos acessos viários, o escasso acesso à água e, consequentemente, questões de insegurança alimentar. Encontrámos uma população que recebeu muito bem a equipa do Ekevelo, que se mostrou pronta para trabalhar no projeto e adquirir mais conhecimentos, bem como uma colaboração pronta das autoridades locais, valorizando a importância do projeto EKEVELO naquele ponto geográfico do sul de Angola.

O projeto EKEVELO é uma ação integrada no Programa FRESAN, financiado pela União Europeia e gerido pelo Camões, I.P. que pretende contribuir para a redução da fome, pobreza e vulnerabilidade à insegurança alimentar e nutricional no Cunene, Huíla e Namibe.

 

 

Esta notícia foi produzida com o apoio financeiro da União Europeia. O seu conteúdo é da exclusiva responsabilidade da FEC e não reflete necessariamente a posição da União Europeia.

 

 

 

Últimas notícias…

Ciclo de Webinars | Desenvolvimento Global: Agir ou Reagir?

Ciclo de Webinars | Desenvolvimento Global: Agir ou Reagir?

No momento em que Portugal assume a Presidência do Conselho da União Europeia, a FEC, o IMVF e a CIDSE convidam-no a participar no Ciclo de Webinars “Desenvolvimento Global: Agir ou Reagir? A alimentação que queremos. O planeta que defendemos. As políticas que...

read more
Moçambique | Livrotecas móveis na comunidade de Chamanculo

Moçambique | Livrotecas móveis na comunidade de Chamanculo

Pela primeira vez no projeto Tchovar | Empurrar pela educação de infância nos bairros de Maputo, em Moçambique, realizou-se uma atividade de Itinerância de Livrotecas Móveis na comunidade de Chamanculo C, em colaboração com a Escolinha Comunitária Mamanas de...

read more