Coerência das Políticas para o Desenvolvimento apresentada nas II Jornadas de ED

20 Out, 2020

17 de Outubro é a data em que assinalamos o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, este ano dedicada ao tema “juntos para alcançar a justiça social e ambiental para todos “ . Apesar dos múltiplos desafios que hoje enfrentamos, não tenhamos dúvidas que a pobreza, que hoje afeta mais de 736 milhões de pessoas, é o maior problema solucionável do Mundo. A pobreza não é inevitável. Através de uma ação concertada entre todos os atores do desenvolvimento é possível quebrar o ciclo de pobreza e garantir que todos e todas vivem dignamente, libertando todo o seu potencial.

A Educação para o Desenvolvimento e Cidadania Global (EDCG), articulando com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, tema das II Jornadas de Educação para o Desenvolvimento , são uma poderosa ferramenta para a sensibilização – reflexão – mobilização em prol da erradicação da pobreza e construção de um mundo mais justo, mais digno, mais inclusivo e sustentável.

Como “processo de aprendizagem e transformação através da ação individual e/ou colaborativa orientada para a justiça social e o bem comum “(in ficha temática de EDCG) , a ED desconstrói  estereótipos e , combate e previne todas as formas de discriminação em razão do sexo, da origem racial e étnica, da nacionalidade, da idade, da deficiência, da religião, da orientação sexual, identidade e expressão de género, e características sexuais , entre outros. Contribui, assim, para reforçar princípios e compromissos que contrariem o alastramento do medo e da xenofobia, bem como para reconhecer e combater dinâmicas estruturais de exclusão, de normalização da violência e das desigualdades e de degradação ambiental, criando condições para um mundo mais inclusivo, pacífico, justo e sustentável.  (in ENED)

É esta ligação intrínseca entre a EDCG e o processo de desenvolvimento que nos permite afirmar que a promoção e aplicação da EDCG contribui de forma assertiva para a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Também a Coerência das Políticas para o Desenvolvimento procura assegurar que os objetivos e resultados das políticas de desenvolvimento de determinado governo não são prejudicados por outras políticas do mesmo governo, e sobretudo que impactem negativamente os Países em Desenvolvimento. A adoção de políticas coerentes e alinhadas para o desenvolvimento são o eixo central do próprio processo. De forma simples, mas não simplista é preciso assegurar que não damos com uma mão e retiramos com outra.

Porque o Desenvolvimento é uma responsabilidade partilhada, através da Oficina “Coerência das Políticas para o Desenvolvimento “promovida no decorrer das II Jornadas de ED, procurámos inspirar os 32 participantes a saberem mais sobre este tema, e sobretudo a mobilizarem-se , para que juntos possamos de facto contribuir para a justiça social e ambiental global.

Explore o nosso ppt formativo aqui.

 

 

 

 

 

 

Últimas notícias…

Oportunidades criadas em tempos de covid

Oportunidades criadas em tempos de covid

A pandemia lançou-nos diversos desafios organizacionais e na implementação dos projectos que desenvolvemos. Obrigou-nos a pensar e definir planos de contingência, a cuidar da relação com parceiros e mesmo com comunidades à distância, a promover uma proximidade...

read more