Natureza em declínio

26 Out, 2020

Se ainda acha que não é preciso garantir a coerência das políticas para o desenvolvimento para assegurar que estamos, de facto, alinhados com os princípios e práticas da sustentabilidade, é necessário que conheça o relatório da Agência Europeia do Ambiente (AEA), intitulado «Estado da Natureza na UE». Através de uma leitura atenta, é-nos possível verificar que as práticas agrícolas e silvícolas insustentáveis, a expansão urbana e poluição são as principais pressões responsáveis pelo drástico declínio da biodiversidade na Europa, que ameaça a sobrevivência de milhares de espécies animais e de habitats. Além disso, as diretivas da União Europeia (UE) de proteção da natureza e outras leis ambientais continuam a não ser aplicadas pelos Estados-Membros.

Apesar dos progressos realizados nos últimos anos, os especialistas são claros a afirmar que não são suficientes para atingir os objetivos da Estratégia da UE para a Biodiversidade até 2020. De acordo com a avaliação da AEA, a maioria das espécies e habitats protegidos estão em estado de conservação deficiente ou mau e muitos deles continuam a deteriorar-se. 

 

Saiba mais em: https://www.eea.europa.eu/pt/highlights/ultima-avaliacao-mostra-que-a

Últimas notícias…

Oportunidades criadas em tempos de covid

Oportunidades criadas em tempos de covid

A pandemia lançou-nos diversos desafios organizacionais e na implementação dos projectos que desenvolvemos. Obrigou-nos a pensar e definir planos de contingência, a cuidar da relação com parceiros e mesmo com comunidades à distância, a promover uma proximidade...

read more