Juntos Pela Mudança II

Portugal | setembro de 2018 a agosto de 2020

PORQUE FAZEMOS O QUE FAZEMOS…

No reverso da medalha do ciclo vicioso da pobreza e vulnerabilidade, nos últimos anos, o conceito de resiliência ganhou um interesse significativo em todos os grupos de partes interessadas e setores, inclusive em relação à luta na erradicação da fome, no combate à desertificação e às alterações climáticas. Reforçar a capacidade de resistência das famílias vulneráveis, comunidades e sistemas é cada vez mais visto como fundamental para alcançar a segurança alimentar e melhorar a nutrição, na variabilidade de contextos e riscos que hoje enfrentamos, em especial os mais pobres. A resiliência passa por diferentes dimensões chave, que têm vindo a ser cada vez mais enfatizadas na agenda política internacional e nacional, nomeadamente no quadro da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável e Acordos do Clima.  O Juntos pela Mudança II quer contribuir para a concretização desta agenda, através da mobilização integrada de cidadãos e decisores para estilos de vida mais sustentáveis e resilientes, interligando zonas rurais e urbanas, centro e periferias, litoral e interior, Sul e Norte, Sul – Sul e Norte – Norte.

Pretendemos, portanto, consciencializar e mobilizar diferentes atores para estilos de vida e estratégias políticas integradas com vista à produção e consumo sustentáveis (ODS 12) e justiça climática (ODS 13), pondo em relação as realidades de Portugal, Angola e Moçambique. Dentro da mudança de estilos de vida e da alavancagem de alternativas locais de resiliência, a Alimentação e Energia são os subsetores onde o projeto Juntos pela Mudança II se propõe intervir, dando continuidade a três projetos da FEC na área da Alimentação sustentável (Semear Portugal, Semear Angola – Soberania e direito à alimentação; o projeto aTerra – Políticas Globais e Estratégias Locais para o Desenvolvimento Sustentável; Mundo à Mesa) e um projeto na área da Mudança de Estilos de Vida (Juntos pela Mudança).

Estes temas têm-se vindo a revelar cada vez mais pertinentes a nível transversal de todas as áreas de trabalho da FEC: a educação para o desenvolvimento, a advocacia social e a cooperação para o desenvolvimento. Alimentação e Energia permitem ainda uma abordagem integrada de ação, articulando a promoção da mudança de estilos de vida e hábitos de consumo, com a adoção de estratégias políticas que potenciem respostas resilientes das comunidades locais às alterações climáticas, potenciando o papel da pequena agricultura e do desenvolvimento rural.

Estes 24 meses do projeto “Juntos pela Mudança II” dão seguimento ao trabalho que tem vindo a ser feito na interligação entre a Advocacia Social, a Educação e a Cooperação para o Desenvolvimento em prol de estilos de vida mais conscientes e sustentáveis. Através de ações de sensibilização e mobilização e produção de materiais, o “Juntos pela Mudança II” propõe-se a confrontar o problema da resiliência das populações diante dos desafios da segurança alimentar e alterações climáticas, que correspondem aos ODS 12 e 13 da Agenda 2030 das Nações Unidas. A nível específico, a recolha de histórias de vida e o estudo e documentário a realizar irão trazer para o centro pessoas que testemunham mudanças e resiliência quotidiana, em contextos de grande vulnerabilidade. Estes testemunhos serão levados ao debate com responsáveis técnicos e políticos em ações de advocacia. Ao longo do projeto, os resultados que vão sendo obtidos serão apresentados e debatidos em diferentes fóruns, em articulação com as organizações de ligação em Angola e Moçambique, com o apoio da SECAM (Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar) e CIDSE.

Queremos…

Contribuir para a resiliência às alterações climáticas através da adoção de estilos de vida e estratégias mais justas e sustentáveis a nível local e global

Principais Atividades

R

Sensibilização e Mobilização para Estilos de Vida Sustentáveis

Campanha de comunicação multimeios
Notebook com dicas práticas de promoção de estilos de vida sustentáveis
Exposição “Mudar pelo Planeta, Cuidar das Pessoas”, seguida de workshops e debates
Encontros de Ativistas Juntos pela Mudança

R

Advocacia Social no quadro da Agenda 2030

Estudo base para Recomendações Cívicas e Políticas
Documentário sobre Resiliência às Alterações Climáticas
Advocacy meetings nacionais (com diferentes Ministérios)
Advocacy meetings a nível europeu e internacional (eurodeputados, CIDSE, FAO, OCDE, participação na COP 24 e COP 25)
Evento de Alto Nível para encerramento do projeto, em Lisboa e Bruxelas

Com quem trabalhamos

3 Comunidades Locais, com especial enfoque para atores setoriais dos Concelhos de Ourém, Alcoutim e Concelho a definir do Distrito de Setúbal (cerca de 60 pessoas)

Jovens Ativistas pela Mudança, participantes dos 2 Encontros Nacionais e 1 Encontro Internacional (cerca de 45 pessoas)

Decisores políticos Portugueses e internacionais (cerca de 180+200 pessoas)

Recursos

Alcoutim

Lisboa

Ourém

Setúbal

APOIE ESTE PROJETO

Share This