Migrações e (in)coerência na política para o desenvolvimento da UE

12 Abr, 2017

Se há hoje uma questão que constitui um verdadeiro “sismógrafo político” do estado em que se encontra a União Europeia, ela é – mais do que o Brexit ou a crise financeira – a questão da governabilidade das migrações. Por levantar questões muito sensíveis de identidade, de cultura e de pertença, este é um tema particularmente sujeito a oscilações ideológicas que muito têm marcado a coerência da resposta política europeia. E a Europa revelou, nesta resposta, um mapa de desigualdades e fraturas que pensávamos terem desaparecido tantos anos depois do Tratado de Roma.

Leia mais sobre Migrações e (in)coerência na política para o desenvolvimento da UE aqui.

@ Foto: UNICEF – Tomislav Georgiev

Últimas notícias…

Oportunidades criadas em tempos de covid

Oportunidades criadas em tempos de covid

A pandemia lançou-nos diversos desafios organizacionais e na implementação dos projectos que desenvolvemos. Obrigou-nos a pensar e definir planos de contingência, a cuidar da relação com parceiros e mesmo com comunidades à distância, a promover uma proximidade...

read more