Entrevista TSF: Programa Cidadãos Ativos

16 Mar, 2020

Oiça aqui a entrevista completa de Maria Marques, gestora do projeto CALL – Communication and Advocacy Learning Lab, à TSF.

‘As tecnologias imersivas e o storytelling podem ajudar as organizações a conseguirem mudanças sociais. Para que tal aconteça, a Fundação Fé e Cooperação (FEC) vai abrir um concurso para formar entidades que queiram influenciar políticas públicas.

Com a forma de comunicar com o público a mudar, Maria Marques, da FEC explica que “as ONG têm uma imensa dificuldade em acompanhar estas mudanças vertiginosas” e, por outro lado, está a assistir-se a uma “crescente digitalização” que pode ser utilizada de diversas formas.

“As ONG portuguesas ainda usam muito a questão da comunicação e reduzem a comunicação a uma questão de quase relações públicas, de identidade, de reputação e não utilizam as ferramentas de comunicação para mobilizar e influenciar os seus públicos para a transformação social, daí a importância de dominarem essas novas ferramentas e de conseguirem navegar neste ecossistema para conseguirem levar os seus públicos-alvo a se interessarem para o bem comum e o interesse público”, explica a responsável.’

Fonte: TSF

 

 

Últimas notícias…

Como se sobrevive à pandemia nas ruas de Luanda?

Como se sobrevive à pandemia nas ruas de Luanda?

Conheça esta realidade através do documentário Nzila Ngola (Angola’s Path) que será exibido amanhã, dia 21 de outubro no Festival de Cinema da UNICEF. Este documentário conta como os vendedores de rua e as crianças lutam pela sobrevivência nas ruas de Luanda durante a...

read more