Moçambique – Avaliação do Desenvolvimento das Competências das Crianças em Niassa

22 Mai, 2020

No processo formativo do projeto “Othukumana – Juntos II”, agentes educativos dos estabelecimentos de educação pré-escolar da província do Niassa exploraram conceitos de observação, avaliação e registo de aprendizagem das crianças, com o objetivo de compreenderem a importância da avaliação de competências. Este procedimento vai permitir desempenhar práticas educativas fundamentadas e adequadas, baseadas no conhecimento concreto de cada criança.

Foram recolhidas as avaliações realizadas de trinta e quatro monitores, que observaram um total de cem crianças entre os 3 e os 6 anos, no início e no final do ano letivo de 2019. Os dados destas observações foram analisados numa parceria entre a FEC e a FAGREFF – Faculdade de Gestão de Recursos Florestais e Faunísticos, Extensão de Lichinga, da Universidade Católica de Moçambique.
Foi possível traçar um perfil de entrada e saída das crianças, de diferentes idades, na educação pré-escolar através deste processo de avaliação do desenvolvimento de competências de um grupo de crianças que frequentaram os estabelecimentos de educação pré-escolar na Província de Niassa. Destacaram-se as áreas e competências mais e menos desenvolvidas ao longo do ano, o que permitirá que os monitores possam adequar a sua prática às necessidades e interesses das próprias crianças.

O desenvolvimento acontece enquanto as crianças brincam num espaço seguro e com adultos predispostos a acompanhar as suas necessidades, brincadeiras e aprendizagens de forma a potenciar o seu desenvolvimento pessoal e a garantir o seu bem-estar.
De um modo geral, independentemente dos contextos educativos (privados, públicos e/ou comunitários, e do meio em se inserem – rural ou urbano), é notório que a educação pré-escolar está a contribuir, significativamente, para o aumento das competências e desenvolvimento das crianças que nela participam e que este desenvolvimento é holístico. Ou seja, ao longo da educação pré-escolar as competências desenvolvidas enquadram-se em todas as áreas de desenvolvimento.
É notório, através da observação das crianças, que no final da educação pré-escolar, estas desenvolveram uma série de competências que lhes permitirão ingressar na educação primária. As competências não estão ligadas principalmente a saberes formais (abecedário, número e contagem, entre outros) mas sobretudo ao desenvolvimento de capacidades (aquisição de regras, resolução de problemas, desenvolvimento da linguagem, raciocínio lógico, …) que possibilitarão uma maior facilidade na adaptação à escola e na aquisição de saberes formais.

O projeto Othukumana II é um projeto da Diocese de Lichinga, em parceria com a FEC e os Leigos para o Desenvolvimento e com assessoria técnico-pedagógica da ESEPF. Este projeto tem o apoio da Misereor e da Kindermissionswerk.

Últimas notícias…