Género e Políticas Públicas em Angola discutidas em seminário

21 Set, 2021

O evento Género e Políticas Públicas em Angola, que decorreu no passado dia 15 de setembro, em Lisboa, teve o propósito de apresentar as principais conclusões e recomendações do estudo Pesquisa Social sobre Políticas Públicas Inclusivas numa Perspetiva de Género, nas seis áreas temáticas abordadas na investigação: Direito de cidadania; O (não) acesso das mulheres à justiça; Equidade de género na Educação; A face masculina da saúde materna; Participação e empoderamento no feminino; e Acesso e controlo sobre os recursos.

Para além da apresentação da pesquisa social, o evento conto ainda com uma reflexão alargada sobre Políticas Públicas na perspetiva de Género: Uma realidade para todos e todas? Qual o caminho a percorrer?, onde participaram as oradoras Dália Costa (Professora Auxiliar, ISCSP-ULisboa), que trouxe ao debate uma perspetiva histórica e sociológicas do percurso que tem vindo a ser feito nesta área, dando também importantes contributos em relação às diferentes realidades que observamos a nível global no que concerne à integração da dimensão de género nas políticas públicas; Graça Sanches (Oficial Nacional para o Empoderamento da Mulher e Orçamentação Sensível ao Género para os PALOP e Timor-Leste das Nações Unidas), que apresentou o trabalho desenvolvido no âmbito do programa Pro-PALOP, identificando os principais desafios e motivações do trabalho quotidiano que têm com os vários governos do PALOP nesta área; e Maria Casal (Oficial do Género, PNUD Angola), que apresentou os principais eixos de intervenção do PNUD em Angola, bem como os principais projetos em curso.

O evento contou ainda com as intervenções da Embaixadora Adjunta da Delegação da União Europeia em Angola, Joana Mizarela; da Vice-Presidente do Camões, I.P., Cristina Moniz; e do Presidente do Conselho de Administração da FEC, Jorge Líbano Monteiro, na sessão de abertura, e do Diretor Executivo da FEC, Manuel Ferreira Martins, na sessão de encerramento.

A apresentação do projeto Promoção da Advocacia de Políticas Públicas Inclusivas em Angola, no âmbito do qual o evento teve lugar, ficou a cargo do Frei Júlio Candeeiro, Diretor Geral do Instituto Mosaiko e de Catarina Lopes, Coordenadora do Departamento de Cooperação para o Desenvolvimento da FEC.

Durante o evento estiveram presentes 25 pessoas e, até à data, o vídeo da transmissão online já teve mais de 340 visualizações.

Este evento foi promovido no âmbito do projeto Promoção da Advocacia de Políticas Públicas Inclusivas em Angola, em parceria com o Instituto Mosaiko, financiado pela União Europeia em Angola e pelo Camões, I.P. e poderá rever a totalidade do evento AQUI.

Últimas notícias…

Como se sobrevive à pandemia nas ruas de Luanda?

Como se sobrevive à pandemia nas ruas de Luanda?

Conheça esta realidade através do documentário Nzila Ngola (Angola’s Path) que será exibido amanhã, dia 21 de outubro no Festival de Cinema da UNICEF. Este documentário conta como os vendedores de rua e as crianças lutam pela sobrevivência nas ruas de Luanda durante a...

read more